sábado, 20 de julho de 2013

IPFire 2.13 - Atualização de numero 71 em teste

Olá,
Arne já iniciou o próximo núcleo de atualização na árvore de teste. essa já é a septuagésima primeira e está agendada para ser lançada em aproximadamente  dua semanas. As mudanças serão vastas,  pedimos para que nos ajudem a testar!
A atualização vem com um monte de novos recursos. Algumas tem sido financiadas em nossa crowdfunding platform.

Cliente de rede sem fio em RED

Agora é possível atribuir um adaptador de rede sem fio com a interface RED. Uma GUI (interface gráfica de usuário) foi escrita onde você pode configurar um access points de rede sem fio, para a qual o sistema IPFire se conectará quando estiver em alcance.
Você será capaz de atribuir access points de backup, a qual IPFire carregará quando a primeira for derrubada estiver fora de alcance. Você pode prioriza-las, então assim você pode se conectar a melhor seja quando for possível. Todas tecnologias de criptografia comuns são suportadas. Isso foi financiada na IPFire wishlist.

GUI de Direcionamento de DNS

Uma nova GUI foi escrita na qual você é capaz de definir certos name servers nomes de servidores por zonas. Então, você pode usar seu name server interno para para resolução de nome interno ao invés do publico na internet.

Melhora no desempenho do squidclamav

Escanear todo o trafego HTTP que vai pelo proxy é  muito dispendioso e torna a navegação lenta. Nessa atualização, colocamos o processo squidclamav “na frente do proxy”. Logo se encarrega o cache e não vai scanear dado que está vindo do cache duas vezes que resulta em um enorme aumento de desempenho. Agora você nem conclui que seu trafego ET escaneado para detectar vírus.

snort 2.9.5

O Intrusion Detection System (IDS) snort (Sistema de Detecção de Intruso) foi atualizado para a versão 2.9.5. Atualizar o conjunto de regras oficiais a partir do sourcefire agora ET possível, de novo.
O pacote de regras da comunidade VRT que não estava disponível por tempo foi rê-adicionada a lista de fontes de regras novamente.

Alterações menores

  • A base de dados modemswitch USBfoi ataualizada. Esse software configurará os adaptadores USB UMTS/LTE/3G que podem ser usados como modem. Agora, mais desse hardware ET suportado.
  • Permite squid, o serviço Web proxy service, abrir mais arquivos e conexões de uma uma só vez (mais descritores de arquivo aberto). Isso resultara em um desempenho maior e melhor estabilidade sob altas cargas.
  • A ferramenta whois para whois lookups foi substituída pelo GNU jwhois. ET mais flexível e não tem uma base de dados  desatualizada como a primeira.
  • Congelamento do squidclamav quando acessar sites que estão disponíveis em IPv6 foi reparada.
  • MTU negotiation on PPPoE: O MTU padrão para linhas foram 1492 que nao está funcionando em todas as linhas DSL. Se não configurada corretamente, sua conexão DSL não será capaz de transportar pacotes grandes. Agora permitimos deixar esse campo vazio, então o IPFire tentará negociar um MTU apropriado por si próprio.

Add-ons

  • VDR 2.0 foi movido para a árvore estável.

Documentação e Tradução necessária

Todos esses novos recursos que foram desenvolvidos recentemente ainda carece documentação. Nós, as pessoas que estamos trabalhando no projeto tentamos nosso melhor, mas claro que estamos limitados a capacidade humana e ao tempo também.
Então, nós gostaríamos dizer a vocês, que  nós sempre apreciamos todas as pessoas que querem se juntar a equipe de documentação e as equipes de tradução.
Escrever documentações no wiki é um esforço assim como as traduções. Nós adicionamos muitos recursos que precisam ser traduzidos e documentados, Assim pessoas que são novas no IPFire podem facilmente usa-lo. Ajude-nos com isso.
Tags: core-update documentation ipfire-2.13 testers-wanted testing translation • Postado por Michael Tremer Terça Feira(16/07/2013)


Michael Tremer

Traduzido por: Gabriel Costa
Fonte: http://ht.ly/2ytlF3 

Nenhum comentário:

Postar um comentário